Documento sem título

 NAVEGUE
 Principal  
 Agenda  
 E.B.D.  
 Estudos  
 Galeria de Fotos  
 Meditações  
 Mensagens (texto)  
 Mensagens (vídeos)  
 CRISTO LIBERTA
 Quem somos  
 Bispo Tiezzi  
 Congregações  
 Fale conosco  
 SERVIÇOS
 Leia a Bíblia  
 Plano de Leitura  
 Guia Comercial  
 ADICIONE




Dê o testemunho
daquilo que o
Senhor fez na sua
vida... Agende com
antecedência!

Procure os Pastores
Sérgio Cruz e
Gutemberg Viana.



Este site é melhor visualizado em
1024 x 768 pixels ou superior.
Use o
Internet Explorer
5.5 ou superior.



Cristo veio trazendo alegria para o povo
“Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo, pois na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor”(Lucas 2.10)

O grande músico e compositor Johann Sebastian Bach, por volta do ano 1700 depois de Cristo, inspirou-se na mensagem de Cristo e no poder transformador do Evangelho, foi quando escreveu o seu maior poema: “Cristo, alegria dos homens”. Ele, e muitos outros pensadores e escritores, tem considerado a Bíblia e especialmente o Novo Testamento como o livro mais alegre do mundo.

O próprio Jesus Cristo enfatiza esta herança para todos os cristãos: (João 15.11) “Tenho vos dito isso, para que a minha alegria permaneça em vós, e a vossa alegria seja completa”

E complementa: (João 17.13) “Para que a minha alegria completa em si mesmos”


I – Natal uma festa alegre.


Logo no início no Evangelho de Lucas encontramos salmos e hinos de louvor: Isabel, já de idade avançada e estéril foi agraciada com a gravidez daquele que seria o precursor de Jesus, João Batista.

E, recebendo a visita de Maria sua prima e também esperando um bebê pelo Espírito Santo que, seria Jesus Cristo, Isabel exclamou com grande voz:

(Lucas 1.41) “Bendita és tu entre as mulheres e bendito o fruto do teu ventre”

Maria, também depois desta calorosa saudação canta o seu belo hino chamado de Magnificat.

(Lucas 1.46) “A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus meu Salvador”


A alegria de ter sido a escolhida entre todas as jovens de sua idade, para ser a mãe do Messias.

No nascimento o anjo canta e com ele uma grande multidão de anjos dos exércitos celestiais, louvando a Deus e dizendo:

(Lucas 2.14) “Glória a Deus nas alturas, paz na terra, boa vontade para com os homens”

Grande alegria nasceu o salvador da humanidade.

Natal tudo é festa, Cristo trouxe alegria de viver para todos os homens. Quando se aproxima as festas natalinas à alegria invade e contagia a todos. É um verdadeiro coquetel de emoções que parece invadir a todos os corações.

Há confraternizações em todos os lugares, há revelações dos amigos segredos, milhões de luzes que piscam... anunciando o nascimento de Jesus Cristo.

O espírito natalino conforme é concebido pelo mundo é na realidade uma sensação desagradável para muitos dizendo ser somente uma festa comercial, mas ao mesmo tempo muito boa para aqueles que entendem como nós ser o nascimento do Salvador.

Talvez por isto, não entendendo o plano divino muitos comemoram com muitas garrafas de vinho rodeado por assados, presente e enfeites. Em uma tentativa de construir, pelo menos por um dia ou uma noite, um mundo feito de papel crepom, embrulhos coloridos e sonhos. Uma fuga da realidade muitas vezes bem cruel.

E para engrossar ainda mais este caldo, já se aproxima as celebrações da passagem de ano alertando que o tempo passa rápido e que a vida está se encurtando. Resta menos tempo para trabalhar e chegar onde desejamos ir.


II – As palavras dos profetas.

Ao lermos em Isaías, o profeta messiânico, temos as profecias da vinda de Jesus podemos ler uma descrição majestosa sobre o nascimento do Filho de Deus. O seu nascimento apontava para todos os povos uma garantia divina da salvação:

(Isaías 9.2) “O povo que andava em trevas viu uma grande luz, e sobre os que habitavam na região da sombra de morte resplandeceu a luz.”

Será por isso, que temos tantas lâmpadas piscando? Cristo a grande luz da esperança brilha para toda a humanidade.

A salvação é para todos, não é somente para um pequeno povo escolhido:

(João 1.12) “Mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus: aos quem crerem no seu nome”

O anúncio desta tão esperada salvação através dos profetas e agora na voz dos anjos trouxe uma nota audível e incomensurável de alegria. À medida que, esta salvação está sendo injetada nos homens pelo Espírito Santo, uma multidão enorme e nós com eles manifestamos de forma mais profunda uma sincera adoração.


III – Natal é um presente de Deus para a humanidade.

Os presentes do Natal são: Salvação, Alegria e Louvor. Os três formam uma trindade inseparável. A Palavra nos fala claramente sobre isto:

(Isaías 9.3) “Tu multiplicaste este povo e a alegria lhe aumentaste; todos se alegrarão perante ti como se alegram na ceifa.

Caiu o peso do jugo da escravidão dos vícios e dos pecados. Dos diversos complexos que tanto os atormentavas. Cristo nos libertou de tudo isso e por isso jubilamos.

A alegria desta salvação é garantida pelo Salvador que nasceu em Belém, unindo os anjos e os homens num coro de louvor e eterna adoração.

O Espírito Santo derramou amor e alegria nos corações.

(Isaías 61.3) “A ordenar acerca dos tristes de Sion que se lhes dão ornamento por cinza, óleo de gozo por tristeza, veste de louvor por espírito angustiado.

É hora de levantar a cabeça, a mudança veio pelo Senhor Jesus Cristo. Alegrar-se no Senhor e adorar a Deus.

E ainda:

(Isaías 54.17) “Toda ferramenta preparada contra a ti não prosperará; e toda língua que se levantar contra a ti em juízo, tu a condenará: esta é a herança dos servos do Senhor”

Agora como filho de Deus terá poder contra todos os espíritos imundos e nenhuma força maligna terá poder na tua vida.


Epílogo.

Porque os crentes sempre cantam até em funerais? Porque eles têm o coração alegre e vibram com as bênçãos do Senhor.

Temos na carta de Paulo aos Filipenses, que é chamada a epístola da alegria, onde encontramos treze vez a palavra alegria e, é bem notar que esta carta foi escrita ou ditada estando ele na cadeia; e com os pés amarrados em um tronco de árvore para evitar a fuga. E mesmo assim estava alegre porque a alegria é um estado da alma, vem de nosso interior e independe das circunstância externas.

Em uma outra oportunidade Paulo estava preso na cidade de Filipos e junto com Silas, seu companheiro naquela jornada, mesmo sendo todos machucados, perto da meia noite:

(Atos 16.25) “Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os presos os escutavam”

Se você conhece a Jesus pode com alegria festejar o seu aniversário porque pela fé será um salvo e transformado por Deus para viver uma vida de benção.

Vamos a fazer neste Natal um momento histórico do nosso encontro com Jesus, dando-lhe um lugar para nascer, crescer e viver, morrer e ressuscitar em nós.

Este sim é o verdadeiro Natal.


“Amar é a minha vida e abençoar é a minha mensagem”

Mensagem Postada em 21/12/2014 por: Bp. Tiezzi

       


Conheça outros trabalhos dentro do nosso Ministério.




Desenvolvimento e Hospedagem