Documento sem título

 NAVEGUE
 Principal  
 Agenda  
 E.B.D.  
 Estudos  
 Galeria de Fotos  
 Meditações  
 Mensagens (texto)  
 Mensagens (vídeos)  
 CRISTO LIBERTA
 Quem somos  
 Bispo Tiezzi  
 Congregações  
 Fale conosco  
 SERVIÇOS
 Leia a Bíblia  
 Plano de Leitura  
 Guia Comercial  
 ADICIONE




Dê o testemunho
daquilo que o
Senhor fez na sua
vida... Agende com
antecedência!

Procure os Pastores
Sérgio Cruz e
Gutemberg Viana.



Este site é melhor visualizado em
1024 x 768 pixels ou superior.
Use o
Internet Explorer
5.5 ou superior.



Como vencer os problemas?
Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje, e eternamente” (Hebreus 13.8).

Existem milagres hoje? Sim, eu afirmo que há mais de 50 anos vivo no meio dos milagres e de todos os tipos confirmando que o nosso Deus permanece o mesmo e é fiel nas suas promessas “Porque para Deus nada é impossível” (Lucas 1.37) . Jesus nas suas ultimas palavras aqui na terra diz em Marcos 16.17 “E estes sinais seguirão aos que crerem: em meu nome, expulsarão demônios; falarão novas línguas; pegarão nas serpentes...e imporão as mãos sobre os enfermos e os curarão”.

É uma ordem e nos devemos obedecer.


I – A vontade de Deus é curar.

Muitas pessoas declaram com facilidade que Jesus é o Salvador da minha alma, mas falham em perceber que o Senhor também é o salvador do nosso corpo físico. Na morte de Cristo na cruz nos proveu não somente a nossa salvação, mas também a nossa cura. Em I Pedro 2.24 lemos: “Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados”

É sua vontade que sejamos curados e permaneçamos saudáveis todos os dias de nossa vida e ele removerá de nosso meio todas as doenças. “E servirei ao Senhor, vosso Deus, e ele abençoará o vosso pão e a vossa água; e tirarei do meio de ti as enfermidades” (Êxodo 23.25).

Sempre me pergunto por que tem pessoas, incluindo muitos cristãos, que têm fé tão pequena em relação à cura divina. Muitas vezes, escutei pessoas aceitarem suas enfermidades como se fossem inevitáveis e chegam a dizer que este é o seu destino...nascemos para sofrer...

Para muitos destes, a resposta pode ser encontrada em uma palavra: tradição. As pessoas sempre creram desta maneira. Precisamos nos lembrar do que Jesus disse aos escribas e fariseus quando afirmou que eles estavam: “Bem invalidais o mandamento de Deus para guardardes a vossa tradição”(Marcos 7.9)

Nossos costumes e praticas não mudaram a Palavra de Deus. É sua vontade que vivamos sem enfermidades ou doenças.

Um leproso uma vez se ajoelho-se diante de Jesus e disse: “Se queres, bem podes limpar- me. E Jesus, movido de grande compaixão, estendeu a sua mão, e tocou-o, e disse-lhe: Quero, sê limpo”(Marcos1.40-41) E logo a lepra foi embora.

Jesus disse: Eu quero, e suas palavras ainda são verdadeiras. Se ele quisesse curar somente aquele homem, ele teria dito: Eu quero, mas somente este caso. Deste modo haveria condições.

É bom ver o que dizem as Escrituras que o Senhor curou a todos e não mostra parcialidade e nunca fez acepção de pessoas. E isto é muito importante porque significa que se cura um, ele curará outro. Se ele cura dois, curará milhões.


II – Cura e milagres são para hoje.

O nosso Deus não é somente do passado, mas é de hoje. Deus disse a Moises: “Se ouvires atento à voz do Senhor teu Deus, e fizeres o que é reto diante dos seus olhos, e inclinares os teus ouvidos aos seus mandamentos, e guardares todos os seus estatutos nenhuma das enfermidades porei sobre ti, que pus sobre o Egito, porque Eu sou o Senhor que te sara.”(Ex.15:26) Para receber as suas benção devemos permanecer fieis a Sua Palavra.

Deus continuou sendo o médico dos médicos do seu povo no antigo Testamento e sempre que com sinceridade buscavam a sua face e obedeciam a Sua Palavra recebiam a cura e libertação.

No ministério de Jesus aqui na terra sempre revelava a vontade de Deus de forma prática demonstrando que está no coração e natureza de Deus curar a todos os enfermos e libertar todos os oprimidos pelo diabo.

Este ministério continuou na igreja, primeiro pelos seus doze e depois com os setenta discípulos como parte importante da proclamação do Reino de Deus. Depois do dia de Pentecostes este ministério de cura divina teve prosseguimento até os dias de hoje.

O Novo Testamento registra três maneiras como o poder de Deus e a fé se manifestam na igreja de Cristo para curar.

1 – A imposição das mãos: “Imporão as mãos sobre os enfermos e os curarão”(Mc.16:18) . E Jesus: “Impondo as mãos sobre cada um deles, os curava (Lucas 4.40).

2 – A unção com óleo. “Está alguém entre vos doentes? Chame os presbíteros da Igreja e orem sobre eles, ungindo com azeite em nome do Senhor” (Tiago 5.14)

3 – Os dons espirituais de curar concedidos à igreja. “Pelo mesmo Espírito os dons de curar e a outro o dom maravilhas” (I Coríntios 12.9-10)


III – Impedimento à cura.

Às vezes há, na própria pessoa, impedimento a cura divina como pecado não confessado. (Tiago 5:16) “Confessai as vossas culpas uns aos outros e orai uns pelos outros para que sareis”

Buscar a benção na comunhão com Deus e lendo e meditando na Sua Palavra o ajudará a ter mais fé e receber a benção esperada.

O que impede de receber os milagres de Deus?

A - É a incredulidade que possa receber pensando não ter méritos para isso.

B - Opressões demoníacas como a do endemoninhado gadareno completamente possesso de uma legião de demônios que tinha sua morada nos sepulcros (Marcos 5.1 a 20) foi liberto por Jesus; e a mulher corcunda que andava encurvada há dezoito anos sem se poder endireitar (Lucas 13.10-11) Jesus a libertou.

C - Medo ou ansiedade aguda “Não estejais inquietos por coisas algumas” (Filipenses 4.6)

D - Insucesso do passado que debilitam a fé e o levam a não acreditar na sua cura.


Epílogo.

Como se deve responder quando alguém lhe pergunta: Se existem milagres hoje?
A maneira mais fácil de responder é: “Não existe algo como o dia dos milagres. Existe um Deus de milagre e Ele não muda.”


Amar é a minha vida, abençoar é a minha Mensagem!


Mensagem Postada em 08/02/2015 por: Bp. Tiezzi

       


Conheça outros trabalhos dentro do nosso Ministério.




Desenvolvimento e Hospedagem