Documento sem título

 NAVEGUE
 Principal  
 Agenda  
 E.B.D.  
 Estudos  
 Galeria de Fotos  
 Meditações  
 Mensagens (texto)  
 Mensagens (vídeos)  
 CRISTO LIBERTA
 Quem somos  
 Bispo Tiezzi  
 Congregações  
 Fale conosco  
 SERVIÇOS
 Leia a Bíblia  
 Plano de Leitura  
 Guia Comercial  
 ADICIONE




Dê o testemunho
daquilo que o
Senhor fez na sua
vida... Agende com
antecedência!

Procure os Pastores
Sérgio Cruz e
Gutemberg Viana.



Este site é melhor visualizado em
1024 x 768 pixels ou superior.
Use o
Internet Explorer
5.5 ou superior.



Não se canse de fazer o bem
“Irmãos, não vos cansei de fazer o bem” (2 Tessalonicenses 3.13)

Este é o lema que o Espírito Santo tem colocado no meu coração para o nosso ministério para o ano 2012. Lutar para fazer o bem.

Neste início de ano espontaneamente vem na minha mente o retrospecto do ano passado. Será que no ano passado fizemos tudo aquilo que prometemos a Deus? Será que temos amado as pessoas como Deus requer de cada um de nós?

O apóstolo Paulo nesta epístola reforça para os fieis para não cansarem de fazer o bem, porque é muito fácil parar devido a ingratidão, cansar-se, exaurir as forças, perder o ânimo e até desesperar. Sabemos que os crentes principalmente daqueles tempos sofriam impedimentos e perseguições, e o inimigo tenta impedir a propagação do Evangelho. Porém temos até hoje muitos motivos para nos cansarmos de ajudar e fazer o bem. Quer dizer ter misericórdia, compaixão das pessoas a ajudar em tudo. Jesus tem nos dado uma ordem.

(João 13.34) “Um novo mandamento vos dou: Que vos amei uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vos amei uns aos outros vos ameis”



I – Teste de fidelidade.


Devemos amar a todos até os nossos inimigos e bendizer os que nos maltratam. Isto é impossível com o nossa natureza humana? Todos nós sabemos que é fácil amar os amigos, as pessoas que nos tratam com amabilidade, e são agradáveis conosco, mas amar aqueles que falam mal e nos odeiam não dá, é impossível.

(Mateus 5.44) “Eu porém vos digo: Amai a vosso inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem”.

Por isso Jesus disse a Nicodemos em João 3.3 “Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo não pode entrar no Reino de Deus”.

Este novo nascimento traz consigo uma mudança total de caráter e de temperamento porque com a velha natureza humana ninguém poderá ver a Deus. Por isso precisamos nos arrepender e buscar o poder do Espirito Santo para colocar amor nos nossos corações.

(Romanos 5.5) “E a esperança não traz confusão, por quanto o amor de Deus está derramado em nosso coração pelo Espírito Santo que nos foi dado”

Oh! Quantas pessoas lutaram tentando mudar o exterior antes. E como lutam para ter uma aparência religiosa de bondade e expressão meiga. Quanto sacrifício para mudar a aparência, mas ao primeiro toque, logo se descobre a verdadeira natureza. Todos parecem ovelhas, alguns usam até pele de ovelha, mas na hora de passar pela porta estreita, logo berram, ou latem. Pastor de ovelhas pode latir? Tem si porque se assim não fosse o apóstolo Paulo não escreveria em Filipenses 3.2 “Guardai-vos dos cães, guardai-vos dos maus obreiros, guardai-vos da falsa circuncisão”

São ovelhas muito bem camufladas que chegam a ser obreiros e até pastores às vezes, mas nunca nasceram de novo. Ainda bem quem o Senhor os conhecem e encontramos de novo os cães que enganaram a muitos.

(Apocalipse 22.15) “Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idolatras, e qualquer que ama e comete a mentira”.



II – Fazer o bem mesmo na adversidade.

A vida de um cristão é uma vida de vitória, mesmo na adversidade.

(João 16.33) “Tenho vos dito isso, para que em mim tenhais paz, no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo”

Aprendemos pela hermenêutica que não se pode isolar um texto, portanto, temos a continuação:

(Mateus 28.20) “Ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos”

Deduzimos, então, que Jesus venceu o mundo e está comigo em quanto eu viver, portanto eu venço, mesmo na adversidade. Você vence primeiramente porque Jesus está com você, por causa de Deus e mesmo na adversidade você é um vitorioso e pode fazer com alegria o bem.

Adversidade para qualquer pessoa significa derrota, significa paralisar um projeto, significa tristeza total. Para nós, não! A adversidade pode produzir tristeza, mas sabemos que vamos vencer porque Jesus está conosco.
Nenhuma criatura nos poderá separar do amor de Cristo, nosso Senhor, por tuto isso não somos só vencedores, somos mais do que vencedores.

(Romanos 8.31) “Que diremos, pois, a esta coisas? Se Deus é por nós, quem será contra a nós?

Somos vencedores mesmo diante das adversidades, por causa de Jesus, por causa de Deus, e podemos ou melhor devemos fazer o bem a todos.

Podemos ler em I João 5.4 “Porque todo que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé”

Somos vitoriosos porque cremos em um Deus que tudo faz e tudo pode. Somos vitoriosos porque a nossa fé não está alicerçada em dogma de denominação ou conceito teológico. A nossa fé está alicerçada em Deus, o Deus soberano o Deus do impossível.

A luta pode ser grande, a adversidade pode ser terrível, mas crendo que Deus está conosco podemos e devemos ser aquela luz que Deus deseja que devemos ser.



III – O cristianismo é amor.

Podemos ler o que o apóstolo Pedro escreve:

(I Pedro 3.8) “E finalmente vós, sede todos de um mesmo sentimento, compassivos, amando os irmãos, entranhavelmente misericordioso e afáveis”

A marca deste ministério é amar e esta deve ser a nossa marca, nós devemos amar e a ajudar a todos, lógico principalmente aos domésticos da fé.

(João 14.21) “Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, este é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele”



Epílogo.

Um homem crente, dono de uma fazenda, via a cada dia verificar o trigo do seu celeiro. Naturalmente notou que alguém o roubava. O seu primeiro impulso foi de ir á policia. Depois refletiu consigo: Se o denuncio ele será preso e vai com outros bandidos. Se pego a espingarda e o mato serei um criminoso. O que fazer para parar de roubar e arrepender-se? Pensou e preparou uma armadilha de onde o ladrão apanhava o trigo.

No dia seguinte o ladrão estava preso e não podia retirar a sua mão. O barulho acordou o dono que foi tranquilamente para o celeiro e lá estava o ladrão laçado sem poder sair ... e era um seu empregado.

Estava assustado pensava que iria a chamar a policia ou até o matar. Mas logo foi aliviado quando o senhor lhe disse: Por que está roubando o trigo? Se você precisa porque não pediu? Por acaso eu neguei alguma vez o trigo? O ladrão não sabia o que dizer estava envergonhado. Agradeceu rapidamente, pediu perdão e queria retirar-se.

Mas ainda uma surpresa o aguardava porque vendo-o faminto o convida a comer junto. Agora falou amavelmente, o porquê de tudo isto, porque quem tem Jesus no coração, ama e não faz o mal a ninguém, e lógico deve perdoar.

Sabe o fim, os dois foram abençoados e continuaram juntos na mesma fazenda e na mesma igreja.


“Amar é a minha vida e abençoar é a minha mensagem”

Mensagem Postada em 11/01/2015 por: Bp. Tiezzi

       


Conheça outros trabalhos dentro do nosso Ministério.




Desenvolvimento e Hospedagem